(82) 3027-1103 | (82) 98821-4091|secretaria70cnbot@botanica.org.br
Loading...
Minicursos 2019-06-18T08:59:48+00:00

Minicursos

Observações:
1. Para se inscrever nos minicursos é preciso estar inscrito(a) no Congresso;
2. A inscrição nos minicursos é realizada por meio da Área do Participante;
3. O valor da inscrição por minicurso é R$ 50,00.

ÁREA DO PARTICIPANTE

Desenvolvimento do sistema caulinar primário: bases ontogenéticas de estruturas foliares
Docente Responsável: Gladys Flavia de Albuquerque Melo de Pinna
Instituição: Universidade de São Paulo

Resumo Vagas Dias Carga Horária
A proposta deste minicurso é desenvolver no aluno a capacidade de interpretar o desenvolvimento do sistema caulinar, associando a anatomia vegetal com os mecanismos moleculares envolvidos neste processo. Por meio deste curso, objetiva-se a construção do conhecimento da organogênese no corpo primário das plantas vasculares, a partir do estabelecimento do embrião, com ênfase nos processos da ontogênese foliar. 20 19 e 20/10/19 16

Desenvolvimento do sistema caulinar primário: bases ontogenéticas de estruturas foliares
Docente Responsável: Gladys Flavia de Albuquerque Melo de Pinna
Instituição: Universidade de São Paulo

Biodiversidade de algas marinhas bentônicas no Brasil
Docente Responsável: Mutue Toyota Fujii
Instituição: Instituto de Botânica

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O número de táxons conhecido para algas marinhas bentônicas no Brasil é de cerca de 900, porém as atividades como pesca predatória, empreendimentos costeiros, turismo e crescimento urbano desordenado podem levar à perda da diversidade específica e simplificação ou desaparecimento de habitats. As respostas são visíveis pelas mudanças de dominância nas comunidades e pelo desaparecimento de espécies reportadas no passado, sugerindo que considerável biodiversidade pode ser perdida antes mesmo de ser conhecida em detalhe. Esse fato aliado à carência de taxonomistas ou de interesse nessa área de estudo, este importante recurso biológico poderá ficar comprometida. Desta forma, é necessário investir na formação de recursos humanos para dar continuidade aos estudos morfológicos, aliados às ferramentas moleculares, para melhor conhecimento da origem e linhagem evolutiva da ficoflora brasileira. Delimitar espécies morfologicamente similares neste grupo não é uma tarefa fácil, visto que são organismos com talo relativamente simples e convergentes; consequentemente, muitos problemas taxonômicos e erros nomenclaturais persistem. O curso tem por objetivo apresentar a estado da arte do conhecimento da biodiversidade de algas marinhas bentônicas no Brasil e as principais características morfológicas úteis para a identificação dos principais grupos taxonômicos das espécies mais comumente encontradas nas praias. 20 19/10/2019 8

Biodiversidade de algas marinhas bentônicas no Brasil
Docente Responsável: Mutue Toyota Fujii
Instituição: Instituto de Botânica

Ferramentas de análise de comunidades de briófitas aplicadas a estratégias de conservação
Docentes Responsáveis: Mércia Patrícia Pereira Silva e Wanessa Vieira Silva Menezes Batista
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Resumo Vagas Dias Carga Horária
As briófitas apresentam uma série de características morfofisiológicas que as classificam como eficientes indicadoras de qualidade ambiental. A proposta do minicurso é fornecer bases teóricas e práticas (estas totalmente em ambiente R) para que o aluno possa dominar as ferramentas básicas de métricas de comunidade e estimativas de diversidade destes organismos bioindicadores para aplicação em estudos de conservação. Nesse contexto, serão apresentados conceitos sobre bioindicadores e briófitas, bem como sobre os parâmetros de ecologia de comunidades, análise espacial e ferramentas utilizadas para seleção de espécies e áreas prioritárias para conservação. 20 19 e 20/10/19 16

Ferramentas de análise de comunidades de briófitas aplicadas a estratégias de conservação
Docentes Responsáveis: Mércia Patrícia Pereira Silva e Wanessa Vieira Silva Menezes Batista
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Germinação de sementes do Cerrado: fogo e sazonalidade
Docentes Responsáveis: Luís Felipe Daibes e Diego Fernando E. Escobar
Instituição: Universidade Estadual Paulista

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O Cerrado compreende diferentes ecossistemas, incluindo campos, savanas e florestas, apresentando clima sazonal. A sazonalidade da vegetação implica em uma limitação temporal para a germinação e estabelecimento de plântulas, com cinco meses de seca ao ano e precipitações concentradas nos meses chuvosos. Já o fogo, afeta com frequência os campos e savanas, consumindo o estrato herbáceo. Assim, muitos estudos sobre germinação de sementes do Cerrado esperam encontrar características adaptativas para regeneração do ecossistema. Neste minicurso, serão apresentados resultados de pesquisas ecológicas e implicações evolutivas da germinação e atributos funcionais das sementes. 20 20/10/2019 8

Germinação de sementes do Cerrado: fogo e sazonalidade
Docente Responsável: Luís Felipe Daibes
Instituição: Universidade Estadual Paulista

Identificação de plantas em ambientes naturais
Docente Responsável: Vinícius Castro Souza
Instituição: Universidade de São Paulo

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O minicurso tem como objetivo capacitar os participantes a identificar as principais famílias de plantas presentes nos ambientes naturais, como uma primeira abordagem para a identificação de espécies, adequando-se aos tipos de vegetação presentes na região de Maceió, AL. Será dada ênfase no reconhecimento por meio dos caracteres vegetativos, iniciando-se pelas 15-20 famílias mais comuns nos ecossistemas naturais, as quais representam geralmente mais de 70% da flora. Complementarmente, serão apresentadas ferramentas para a identificação de gêneros e espécies. 12 19 e 20/10/19 16

Identificação de plantas em ambientes naturais
Docente Responsável: Vinícius Castro Souza
Instituição: Universidade de São Paulo

Informática em biodiversidade, ferramentas e desenvolvimentos para análise de coleções biológicas
Docentes Responsáveis: Maria Regina de Vasconcellos Barbosa e Ingrid Koch
Instituição: Universidade Federal da Paraíba e Universidade Estadual de Campinas

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O INCT Herbário Virtual da Flora e dos Fungos do Brasil disponibiliza milhões de registros de espécimes de plantas e fungos, de acesso público e aberto, integrando informações de acervos dos herbários do país e repatriando dados sobre coletas realizadas em solo brasileiro depositadas no exterior. Na e-infraestrutura do INCT–HVFF (http://inct.splink.org.br) há uma série de ferramentas elaboradas para auxiliar os usuários em suas buscas e ampliar as potencialidades para utilização dos dados. No mini-curso estas ferramentas serão exploradas, a partir de exemplos, tutoriais e exercícios. Além de buscas e do uso de ferramentas que permitem avaliar a qualidade dos dados para a seleção dos mesmos, serão gerados mapas de distribuição, avaliadas lacunas de conhecimento e produzidos modelos de distribuição potencial a partir dos dados reunidos pelos alunos. 20 19 e 20/10/19 8

Informática em biodiversidade, ferramentas e desenvolvimentos para análise de coleções biológicas
Docentes Responsáveis: Maria Regina de Vasconcellos Barbosa e Ingrid Koch
Instituição: Universidade Federal da Paraíba e Universidade Estadual de Campinas

Introdução à ilustração botânica digital
Docente Responsável: Milton Omar Córdova Neyra
Instituição: Universidade do Estado do Mato Grosso

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O curso tem como principal enfoque o uso de técnicas e softwares especializados digitais de desenho e edição gráfica (Paint, Adobe Photoshop e Power Point). Tais ferramentas têm como destino a produção de ilustrações aplicadas em atividades didáticas, estudos, pesquisas e divulgações, nas áreas de Biologia, orientado principalmente à Botânica. Os objetivos do curso são oferecer o conhecimento sobre a importância da ilustração científica, quanto às suas funções, práticas nas aplicações e às suas contribuições na divulgação e publicação científica proporcionando conhecimentos básicos do uso de recurso virtuais, processos e técnicas básicas na produção de ilustrações científicas digitais, incentivando o uso de softwares. 30 19 e 20/10/19 16

Introdução à ilustração botânica digital
Docente Responsável: Milton Omar Córdova Neyra
Instituição: Universidade do Estado do Mato Grosso

Taxonomia de pteridófitas neotropicais
Docente Responsável: Vinícius Antonio de Oliveira Dittrich
Instituição: Universidade Federal de Juiz de Fora

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O curso visa oferecer uma introdução à taxonomia de pteridófitas neotropicais. É apresentada, em aula teórica, a classificação mais recente do grupo (de 2016), e cada uma das famílias com representantes indígenas no Brasil é abordada, com ênfase nas famílias mais ricas e com maior importância ecológica/econômica. Após esta introdução teórica, os alunos passam a examinar exemplares das famílias mais importantes na prática, com identificação de materiais do maior número possível de exemplares, objetivando um conhecimento básico deste importante grupo de plantas nos neotrópicos. 12 19 e 20/10/19 16

Taxonomia de pteridófitas neotropicais
Docente Responsável: Vinícius Antonio de Oliveira Dittrich
Instituição: Universidade Federal de Juiz de Fora

Ciência nas alturas: técnicas de escalada e rapel na coleta e pesquisa botânica
Docente Responsável: Christiano Peres Coelho
Instituição: Universidade Federal de Jataí

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O mini-curso trabalhará as principais técnicas de ascensão em árvores, deslocamento em copas, técnicas de descenso (rapel), coleta de material botânico em locais de difícil acesso, como paredões e cachoeiras, técnicas de segurança e resgate em ambientes florestados e de difícil acesso, além de técnicas de pesquisa e coleta de dados em dossel de ambientes florestados e/ou ambientes de difícil acesso. 20 19 e 20/10/19 16

Ciência nas alturas: técnicas de escalada e rapel na coleta e pesquisa botânica
Docente Responsável: Christiano Peres Coelho
Instituição: Universidade Federal de Jataí

“First drafts”: preparação de gráficos para publicação em linguagem R
Docente Responsável: Rafael Soares de Arruda
Instituição: Universidade Federal do Mato Grosso

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O curso abordará os seguintes tópicos: introdução à linguagem R, formatação e entrada de dados no R, manipulação de planilhas, análise exploratória de dados (Gráficos do pacote base [pontos, barras, boxplots], Gráficos no pacote ggplot2 [pontos, barras, boxplots]), formatação de gráficos e exportação para diversos formatos (.pdf, .jpg, .png, ou .tiff) e resoluções. 30 19 e 20/10/19 16

“First drafts”: preparação de gráficos para publicação em linguagem R
Docente Responsável: Rafael Soares de Arruda
Instituição: Universidade Federal do Mato Grosso

Bioprospecção de moléculas vegetais bioativas e análises de citotoxicidade/mutagenicidade
Docente Responsável: Silvany de Sousa Araujo
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Resumo Vagas Dias Carga Horária
Muitas espécies de plantas são utilizadas para o tratamento de doenças em todo mundo, os metabólitos secundários presentes nelas têm sido considerados uma fonte de princípios ativos para uma infinidade de patologias. Contudo, apesar das vantagens terapêuticas, sabe-se que plantas medicinais e seus produtos podem ter propriedades tóxicas, incluindo as de natureza cancerígena e mutagênica. O objetivo desse minicurso é levar conhecimento aos alunos dos principais métodos de detecção de citotoxicidade e genotoxicidade, mostrando como são feitas essas análises e os principais organismos modelos adotados. 20 19/10/2019 8

Bioprospecção de moléculas vegetais bioativas e análises de citotoxicidade/mutagenicidade
Docente Responsável: Silvany de Sousa Araujo
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Memórias botânicas: estratégias de ensino de botânica para uma aprendizagem significativa
Docente Responsável: Cláudia Elena Carneiro
Instituição: Universidade Estadual de Feira de Santana

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O minicurso abordará estratégias de ensino de botânica a partir do resgate das memórias pessoais dos participantes, visando uma aprendizagem significativa. Os participantes serão estimulados a refletir e discutir sobre os temas “cegueira botânica” e “botânica do cotidiano”, associando a sua vivência ao conhecimento científico de forma lúdica e prazerosa. 20 20/10/2019 8

Memórias botânicas: estratégias de ensino de botânica para uma aprendizagem significativa
Docente Responsável: Cláudia Elena Carneiro
Instituição: Universidade Estadual de Feira de Santana

Arborização urbana: possibilidades, desafios e contextualização para o ensino de Botânica
Docente Responsável: Fernando Perioto
Instituição: Universidade Federal de São Carlos

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O curso trará questões sobre a arborização de ruas, canteiros centrais, praças e parques municipais no contexto do Ensino de Botânica em espaços não formais, além do levantamento de problemas e possibilidades relacionados ao ensino de Ciências e de Botânica nos ensinos Fundamental e Médio, da discussão e troca de experiências relacionadas à educação biológica contemporânea e propostas e alternativas para o ensino aprendizagem em Botânica. 30 20/10/2019 8

Arborização urbana: possibilidades, desafios e contextualização para o ensino de Botânica
Docente Responsável: Fernando Perioto
Instituição: Universidade Federal de São Carlos

Líquens do semiárido nordestino
Docente Responsável: Edvaneide Leandro de Lima Nascimento
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Resumo Vagas Dias Carga Horária
O objetivo deste curso é proporcionar a ampliação e divulgação do conhecimento sobre os líquens, simbiontes tão importantes para os ecossistemas terrestres e para a economia. O minicurso terá início com a apresentação das principais características morfológicas dos liquens com ênfase no tipo crostoso. Em seguida serão abordadas as técnicas utilizadas nos estudos taxonômicos e de diversidade. Continuaremos falando sobre a diversidade encontrada no semiárido de Pernambuco, destacando resultados obtidos nos últimos anos. 20 19 e 20/10/2019 16

Líquens do semiárido nordestino
Docente Responsável: Edvaneide Leandro de Lima Nascimento
Instituição: Universidade Federal de Pernambuco

Técnica e estética: uma introdução ao processamento de tecidos vegetais
Docentes Responsáveis: João Paulo Rodrigues Marques e Marli Kasue Misaki Soares
Instituição: Universidade de São Paulo

Resumo Vagas Dias Carga Horária
Estudos em botânica estrutural requerem o conhecimento básico das técnicas empregadas em microscopia de luz e eletrônica para que haja uma coerência entre o objetivo da pesquisa e a obtenção dos resultados. Um dos problemas mais comuns é o surgimento de artefatos e o cuidado no preparo acaba sendo indispensável para o estudo dos tecidos vegetais. Nesse curso serão apresentadas as diferentes técnicas de microscopia de campo claro, polarização, fluorescência, microscopia eletrônica de varredura e de transmissão. Os principais métodos de coloração de tecidos vegetais e dicas sobre a captura de imagens também serão contemplados. 20 19 e 20/10/2019 16

Técnica e estética: uma introdução ao processamento de tecidos vegetais
Docentes Responsáveis: João Paulo Rodrigues Marques e Marli Kasue Misaki Soares
Instituição: Universidade de São Paulo