(82) 3027-1103 | (82) 98821-4091|secretaria70cnbot@botanica.org.br
Loading...
Programação Detalhada 2019-10-20T09:42:03+00:00

Programação

OBS: O Simpósio “Atualidades em Botânica”, as apresentações do “Prêmio Verde” e as “Reuniões de Núcleos” acontecerão concomitantemente aos demais “Simpósios e Palestras” na segunda e terça-feira, das 9h30 às 11h30 e das 15h30 às 17h30.

8:00 às 18:30h – Credenciamento

LOCAL: Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

18:30 às 19:30h – Cerimônia de abertura e Palestra de Abertura do 70º Congresso Nacional de Botânica 

TEMA: O fim da Botânica

PALESTRANTE: Jorge V. Crisci – Museo de la Plata

LOCAL: Teatro Gustavo Leite

20:30 – Coquetel de Abertura

LOCAL: Centro de Convenções 

8:00 – 9:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

8:30 – 12:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

9:30 – 10:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Palinologia 

LOCAL: Sala Umbu

10:30 – 11:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Plantas Aquáticas 

LOCAL: Sala Umbu

9:30 – 11:30h – ATUALIDADES EM BOTÂNICA

LOCAL: Sala Pitanga

9:30 – 11:30h – REUNIÃO DA SOCIEDADE NORDESTINA DE BOTÂNICA

LOCAL: Sala Tamarindo

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 1: As aparências enganam: abordagens multidisciplinares para o estudo de complexos de espécies

COORDENADOR: Fábio Pinheiro – Universidade Estadual de Campinas

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS: 

  • Dimensões ecológicas e evolutivas dos estudos de complexos de espécies – Fábio Pinheiro – Universidade Estadual de Campinas
  • Turnera sidoides: ¿un nombre bajo el cual se ocultan múltiples espécies? – Viviana G. Solís Neffa – Instituto de Botánica del Nordeste 
  • Reconhecendo limites: delimitação de espécies e filogeografia preditiva em complexos de espécies – Isabel Aparecida da Silva Bonatelli – Universidade Federal de São Carlos
  • Taxonomia integrativa: explorando a biodiversidade de campos – Caroline Turchetto – Universidade Federal do Rio Grande do Sul

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 2: Cognição e inteligência de plantas

COORDENADORA: Flávia Maria da Silva Carmo – Universidade Federal de Viçosa

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Plantas percebem a semântica do som e os utilizam como sinais do ambiente para modular suas respostas fisiológicas – Flávia Maria da Silva Carmo – Universidade Federal de Viçosa
  • Plantas como sistemas complexos cognitivos e inteligentes: além da simples metáfora – Gustavo Maia Souza – Universidade Federal de Pelotas
  • Sensores: plantas e o ato de “sentir” o ambiente – Ernane José Xavier Costa – Universidade de São Paulo

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 3: Os diversos olhares da pesquisa etnobotânica no Brasil

COORDENADORA: Luzia Francisca de Souza – Universidade Federal de Goiás 

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • O que os etnobotânicos do Centro-Oeste estão falando e fazendo? – Luzia Francisca de Souza – Universidade Federal de Goiás 
  • Olhares retrospectivos e prospectivos em relação a etnobotânica no Brasil meridional – Rumi Regina Kubo – Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Olhares sobre a etnobotânica no Sudeste brasileiro – Luiz José Soares Pinto – Museu Nacional
  • Etnobotânica nordestina: princípio, evolução e perspectivas – Roseli Farias Melo de Barros – Fundação Universidade Federal do Piauí

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 4: Novas abordagens na Briologia brasileira COORDENADORA: Juçara Bordin – Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

LOCAL: Sala Siriguela

PALESTRAS: 

  • Briófitas epífitas bioindicadoras de distúrbios antrópicos: uma análise na floresta úmida da Chapada do Araripe, Ceará, Brasil – Wanessa Vieira Silva Menezes Batista – Universidade Federal de Pernambuco 
  • Bioprospecção com briófitas: fitorremediação e fitoquímica – Juçara Bordin – Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • A importância do dossel para o conhecimento da brioflora em florestas tropicais – Hermeson Cassiano de Oliveira – Universidade Estadual do Piauí

9:30 – 11:30h – PALESTRA 1: Ensino de Botânica: objetivos, desafios e possibilidades 

PALESTRANTE: Suzana Ursi – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Jatiúca

9:30 – 11:30h – PALESTRA 2: Autoenterramento dos propágulos de Rhizophora mangle L.

PALESTRANTE: Nanuza Luiza de Menezes – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Ipioca

11:30 – 13:00h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

11:30 – 13:30 – REUNIÃO DE NÚCLEO: Etnobotânica 

LOCAL: Sala Ponta Verde

14:00 – 15:30h – PALESTRA MAGISTRAL 1: A origem e evolução da Biota Neotropical

PALESTRANTE: Lúcia G. Lohmann – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Jatiúca

15:30 – 16:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Ensino de Botânica

LOCAL: Sala Umbu

16:30 – 17:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Fitossociologia e Ecologia Vegetal

LOCAL: Sala Umbu

15:30 – 17:30h – ATUALIDADES EM BOTÂNICA

LOCAL: Sala Pitanga

15:30 – 18:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 5: Estudos filogeográficos em áreas de florestas secas

COORDENADORES: Rafael Batista Louzada – Universidade Federal de Pernambuco e Gecele Matos Paggi – Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS: 

  • Evolução e conservação de bromélias do Cerrado-Pantanal-Chaco: diversidade e estrutura genética de populações – Gecele Matos Paggi – Fundação Universidade Federal do Mato Grosso do Sul
  • Phylogeography of bromeliads occurring in naturally fragmented inselberg populations – Clarisse Palma da Silva – Universidade Estadual de Campinas
  • Filogeografia de Bromeliaceae na Caatinga: estado geral e perspectivas futuras – Rodrigo César Gonçalves de Oliveira – Universidade Federal de Pernambuco
  • Filogeografia comparada na Diagonal Seca da América do Sul – Evandro Marsola de Moraes – Universidade Federal de São Carlos

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 6: Filogenia e Sistemática das Lamiales

COORDENADOR: Vinícius Castro Souza – Universidade de São Paulo

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Delimitação genérica das Lamiaceae do novo mundo: entre splitters e lumpers José Floriano Barea Pastore – Universidade Federal de Santa Catarina
  • Revendo circunscrições genéricas em Gratioleae (Plantaginaceae) sob uma perspectiva filogenética – André Vito Scatigna – Universidade Estadual de Campinas
  • Avanços na Sistemática de Bignoniaceae na região Neotropical – Lúcia Garcez Lohmann – Universidade de São Paulo

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 7: Evolução das plantas terrestres: abordagens morfológicas e genômicas

COORDENADOR: Alexandre Zuntini – Kew Gardens

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Desvendando a origem e evolução das plantas terrestres através da genômica comparativa – Luiz Eduardo del Bem – Universidade Federal de Minas Gerais
  • As aparências enganam? Uma visão dos processos evolutivos na definição de espécies em samambaias e licófitas – Thaís Almeida – Universidade Federal do Pará 
  • Dividir para conquistar: consequências genômicas do isolamento geográfico das três tribos de Allioideae (Amaryllidaceae) – Gustavo Souza – Universidade Federal de Pernambuco
  • Projeto PAFTOL, que visa reconstruir uma filogenia abrangente, amostrando todos os gêneros de Angiospermas através de enriquecimento por sondas de biblioteca illumina – Alexandre Zuntini – Kew Gardens 

15:30 – 17:30h – Reunião da Flora do Brasil 2020

LOCAL: Sala Tamarindo

15:30 – 17:30h – PALESTRA 3: Perspectivas dos estudos etnobotânicos brasileiros no século XXI: do uso aos seus por quês

PALESTRANTE: Ulysses Paulino de Albuquerque – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Sala Ipioca

15:30 – 17:30h – PALESTRA 4: Diversidade genética e padrões de especiação em plantas do Nordeste brasileiro

PALESTRANTE: Ana Maria Benko Iseppon

LOCAL: Sala Jatiúca

17:30 – 18:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

8:00 – 9:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES 

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso 

8:30 – 18:30 – PRÊMIO VERDE

LOCAL: Sala Siriguela

8:30 – 12:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

9:30 – 10:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Anatomia Vegetal

LOCAL: Sala Umbu

10:30 – 11:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Briologia 

LOCAL: Sala Umbu

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 8: Evolução da flora dos campos rupestres brasileiros

COORDENADORA: Thais N.C. Vasconcelos – Universidade de São Paulo

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS: 

  • Ecologia e evolução da flora do campo rupestre: implicações para conservação de um hotspot de biodiversidade – Fernando Augusto de Oliveira e Silveira – Universidade Federal de Minas Gerais
  • O que filogenias podem nos dizer sobre a diversificação da flora dos campos rupestres? – Thais N.C. Vasconcelos – Universidade de São Paulo
  • A filogeografia de Mandevilla moricandiana sugere uma hipótese alternativa para explicar a distribuição disjunta entre a Cadeia do Espinhaço e a restinga – Alessandro Rapini – Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Como padrões e processos macroevolutivos podem influenciar a persistência da flora dos campos rupestres diante das mudanças climáticas atuais? – Suzana Alcântara – Universidade Federal de Santa Catarina
  • Plotting a future for Amazonian canga vegetation in a campo rupestre contexto – Daniela Cristina Zappi – Instituto Tecnológico Vale
  • Filogeografia comparada entre bromélias de ambientes naturalmente fragmentados, endêmicas da Cadeia do Espinhaço – Clarisse Palma da Silva – Universidade de Campinas

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 9: Lista Vermelha de Ecossistemas no Brasil (Parte 1: Governança da Lista Vermelha de Ecossistemas do Brasil)

COORDENADORA: Natália Macedo Ivanauskas – Instituto Florestal

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRANTES: 

  • Diretrizes para a aplicação das Categorias e Critérios da Lista Vermelha de Ecossistemas – Irene Zager – IUCN (Venezuela)
  • Lista Vermelha de Ecossistemas no Brasil: importância, governança, relações com áreas protegidas e participação social – Marcos Rugnitz Tito – IUCN (Brasil) 
  • Sistema de Informação disponíveis para a elaboração da Lista Vermelha de Ecossistemas no Brasil – Natália Macedo Ivanauskas – Instituto Florestal

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 10: Biotecnologia vegetal no século XXI: avanços e desafios

COORDENADOR: Adaíses Simone Maciel da Silva – Universidade Federal de Minas Gerais 

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Biotecnologia para produção sustentável de alimentos e obtenção de fenólicos de interesse farmacológico – Luzia Modolo – Universidade Federal de Minas Gerais
  • Avanços nos estudos químicos da cutícula e seus impactos na adaptação e melhoramento vegetal – Antônio Fernando Morais de Oliveira – Universidade Federal de Pernambuco
  • Transgenia e edição de genes: benefícios para a agricultura – Maria Lúcia Carneiro Vieira – Universidade de São Paulo
  • Cultivo in vitro: aplicações básicas e biotecnológicas – Eny Iochevet Segal Floh – Universidade de São Paulo

9:30 – 11:30h – PALESTRA 5: Invasão biológica por espécies vegetais no Nordeste do Brasil

PALESTRANTES: Vênia Camelo de Souza – Universidade Federal da Paraíba, Gilcean Alves – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba e Pollyanna Agra – Universidade Federal de Campina Grande

LOCAL: Sala Jatiúca

9:30 – 11:30h – PALESTRA 6: Práticas e recursos didático-pedagógicos no ensino de Botânica na educação básica 

PALESTRANTE: Jesus Rodrigues Lemos – Fundação Universidade Federal do Piauí

LOCAL: Sala Ipioca

11:30 – 13:00h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso 

12:00 – 14:00 – WORKSHOP: Research in Germany: What it Alexander von Humboldt had researched in Brazil? Brazilian-German exchanges in Botanics

COORDENADORA: DAAD – Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico

LOCAL: Sala Tamarindo

14:00 – 15:30h – PALESTRA MAGISTRAL 2: Importância da Sistemática no Brasil e no mundo: situação atual e perspectivas de avanços futuros

PALESTRANTE: José Rubens Pirani – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Jatiúca

15:30 – 16:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Micologia 

LOCAL: Sala Umbu

16:30 – 17:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Pós-Graduação em Botânica 

LOCAL: Sala Umbu

15:30 – 18:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 11: Avanços em Myrtaceae Neotropical: explorando novos métodos e abordagens para a solução de questões em taxonomia, sistemática e evolução

COORDENADORAS: Vanessa Graziele Staggemeier – Universidade Federal do Rio Grande do Norte & Duane Fernandes Lima – Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS:

  • Avanços em Myrtaceae Neotropical: perspectivas atuais e novos horizontes – Vanessa Graziele Staggemeier – Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Todas iguais? Uma visão geral da diversidade floral em Myrtaceae Neotropical – Thaís N. C. Vasconcelos – Universidade de São Paulo
  • Inflorescência de Myrcia: caracterização e organização – Matheus Fortes Santos – Universidade Federal de São Carlos
  • Perspectiva evolutiva da inflorescência de Myrteae (Myrtaceae) com ênfase em EugeniaAugusto Giaretta – Universidade de São Paulo
  • Diversidade e evolução dos frutos em Eugenia (Myrtaceae) – Karinne Sampaio Valdemarin – Universidade Estadual de Campinas
  • Investigando as relações filogenéticas no “grupo Plinia” (Myrtaceae) – Aline Stadnik – Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Estudo de caso de uma inversão curta em DNA de cloroplasto de Myrtaceae: conservado, previsível e perigoso – Carolyn Elinore Barnes Proença – Universidade de Brasília
  • Flora do Brasil 2020: Myrtaceae em números e metas restantes – Mariana de Oliveira Bünger – Universidade Federal do Ceará

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 12: Lista Vermelha de Ecossistemas no Brasil (Parte 2: Relevância das Sociedades Científicas para consolidação da Lista Vermelha de Ecossistemas do Brasil)

COORDENADORA: Natália Macedo Ivanauskas – Instituto Florestal

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRANTES:

  • O papel das Sociedades Científicas para a Lista Vermelha de Ecossistemas Ameaçados – Ricardo Ribeiro Rodrigues – Universidade de São Paulo
  • Composição da Rede para elaboração da Lista Vermelha de Ecossistemas Ameaçados no Brasil – Tânia Regina dos Santos Silva – Universidade Estadual de Feira de Santana
  • Consolidação da Rede para elaboração da Lista Vermelha de Ecossistemas Ameaçados no Brasil – Paula Felício Drummond de Castro – Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 13: Biologia e evolução das Sapindales neotropicais: perspectivas e avanços recentes

COORDENADORES: José Rubens Pirani – Universidade de São Paulo e Pedro Dias – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Laticíferos em Sapindaceae – Maria Camila Medina Montes – Universidade de São Paulo 
  • Evolução cromossômica em Sapindales neotropicais – Eliana Forni Martins – Universidade Estadual de Campinas
  • Quimiosistemática em Sapindales neotropicais – Maria de Fátima das Graças Fernandes da Silva – Universidade Federal de São Carlos
  • Delimitação e evolução de gêneros lianescentes em Sapindaceae – Pedro Acevedo – Smithsonian Institution
  • Burseraceae neotropicais: avanços taxonômicos e filogenéticos – Douglas Daly – The New York Botanical Garden 

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 14: 2º Simpósio de Dendrocronologia

COORDENADORA: Karin Esemann de Quadros – Universidade da Região de Joinville

LOCAL: Sala Tamarindo

PALESTRAS: 

  • O conceito de anel de crescimento no contexto das espécies tropicais – Marcelo dos Santos Silva – Laboratório de Anatomia Vegetal e Anatomia da Madeira da Universidade Federal da Bahia (LAVIM-UFBA) e da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC-BA)
  • Potential of the application of X-ray fluorescence microanalysis of nutrient concentration evaluation in annual tree-rings of tropical tree species – Mário Tomasello Filho – Universidade de São Paulo
  • Influência do clima sobre a dinâmica de crescimento radial de Paratecoma peroba(Record) Kuhlm (Bignoniaceae) em floresta estacional semidecidual – Maura da Cunha – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro
  • A reprodução como fator indutor da variabilidade do crescimento radial em Cedrela odorata L. (Meliaceae) na Mata Atlântica do estado do Rio de Janeiro, Brasil – Cátia Henriques Callado – Universidade Estadual do Rio de Janeiro
  • Dendroecologia de populações de cedro no Nordeste do Brasil – Ítalo Romany Nunes Menezes – Fundação Universidade Federal de Sergipe

15:30 – 17:30h – PALESTRA 7: Estratégias adaptativas de espécies da família Melastomataceae no bioma Cerrado

PALESTRANTE: Ana Paula de Oliveira – Universidade Federal de Goiás

LOCAL: Sala Ipioca

15:30 – 17:30h – PALESTRA 8: A espetacular flora dos campos rupestres com adaptações anatômicas importantes para sobreviver a condições ambientais extremas

PALESTRANTE: Nanuza Luiza de Menezes – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Jatiúca

17:30 – 18:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

8:00 – 9:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso 

8:30 – 12:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

9:30 – 11:30h – REUNIÃO DE NÚCLEO: Redes de Herbário

LOCAL: Sala Umbu

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 15: Interações fungo-planta em ecossistemas do Nordeste do Brasil

COORDENADORA: Leonor Costa Maia – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS:

  • Diversidade e importância dos fungos micorrízicos arbusculares (FMA) na região semiárida do Brasil – Indra Elena Costa Escobar – Universidade Federal de Pernambuco
  • Caatinga e Mata Atlântica como hotspots da diversidade de fungos endofíticos no Brasil – Rafael José Vilela de Oliveira – Universidade Federal de Pernambuco 
  • Líquens em cascas de plantas medicinais são percebidos e evitados por comunidades rurais nordestinas? – Larissa Maria Barreto de Medeiros Trigueiros – Centro Universitário Joaquim Nabuco de Recife
  • Os hifomicetos decompositores e seu papel na Mata Atlântica do Nordeste – Elaine Malosso – Universidade Federal de Pernambuco

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 16: Especiação, história natural e diversificação de Bromeliaceae no Nordeste brasileiro

COORDENADORA: Ana Maria Benko Iseppon – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Hibridização e evolução recente em Hohenbergia, evidências filogenéticas, citogenéticas, filogeográficas e ecológicas – Rodrigo César Gonçalves de Oliveira – Universidade Federal de Pernambuco
  • Evolução do tamanho genômico do complexo Crytanthoid (Bromeliaceae): associação entre características filogenéticas, cariotípicas e ambientais – Geyner Alves dos Santos Cruz – Universidade de Pernambuco
  • História natural e estudos genéticos na delimitação do complexo Dyckia pernambucana (Bromeliaceae) – Diego Sotero de Barros Pinangé – Universidade Federal do Amazonas; 

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 17: Estruturas subterrâneas e sua função adaptativa nas formações vegetais – II

COORDENADORA: Beatriz Appezzato da Glória – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Diversidade de estruturas subterrâneas e o impacto do Pinus sp. numa área de Cerrado – Beatriz Appezzato da Glória – Universidade de São Paulo
  • Qual a participação do sistema subterrâneo na adaptação ao fogo de leguminosas no Cerrado? – Aline Redondo Martins – Universidade Estadual Paulista
  • Sistema subterrâneo versus parte aérea: existe um trade off no início do crescimento em plantas da Caatinga? – Arlete Aparecida Soares – Universidade Federal do Ceará
  • Diversidade funcional de estruturas subterrâneas em comunidades de campos rupestres – Rafael Oliveira – Universidade Estadual de Campinas

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 18: Biodiversidade brasileira frente às mudanças climáticas

COORDENADOR: José Luis Campana Camargo – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia

LOCAL: Sala Tamarindo

  • Efeitos das mudanças no regime de precipitação e da perturbação antrópica crônica sobre a biodiversidade da Caatinga – Bruno Karol Cordeiro Filgueiras – Universidade Federal de Pernambuco
  • Evolução do nicho climático em Leguminosae e suas consequências – Danilo Rafael Mesquita Neves – Universidade Federal de Minas Gerais
  • Monitoramento e alterações na biodiversidade amazônica diante de mudanças antrópicas – José Luis Campana Camargo – Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia 
  • O futuro das árvores da Floresta Atlântica Nordestina – Bráulio Almeida Santos – Universidade Federal da Paraíba

9:30 – 11:30h – PALESTRA 9: A Amazônia no Antropoceno: desafios para a conservação da biodiversidade

PALESTRANTE: Izildinha Miranda – Universidade Federal Rural da Amazônia 

LOCAL: Sala Jatiúca

9:30 – 11:30h – PALESTRA 10: Quais as possibilidades do taxonomista de plantas?

PALESTRANTE: Jomar Gomes Jardim – Universidade Federal do Sul da Bahia

LOCAL: Sala Ipioca

11:30 – 13:00h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

13:00 – 19:00 – ASSEMBLEIA ORDINÁRIA DA SOCIEDADE BOTÂNICA DO BRASIL

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro (1 e 2)

8:00 – 9:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

8:30 – 12:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

9:30 – 12:00h – EXPOSIÇÃO: Memórias da Botânica Brasileira e Sociedade Botânica do Brasil, 70 anos

COORDENADORAS: Leonor Costa Maia – Universidade Federal de Pernambuco e Ariane Luna Peixoto – Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Sala Tamarindo

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 19: O Programa Monitoramento da Biodiversidade nas Unidades de Conservação brasileiras: construindo bases sólidas para conservação (Parte 1)

COORDENADORA: Rafaela Campostrini Forzza – Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS: 

  • Monitoramento de plantas no âmbito do Programa Nacional de Monitoramento da Biodiversidade Jumara Marques Souza – Instituto Chico Mendes
  • Implementação do Programa Monitora no Parque Nacional da Serra da Bodoquena: desafios e oportunidades – Nayara de Oliveira Stacheski – Instituto Chico Mendes
  • Estado atual, estratégia e perspectivas de implementação dos protocolos básico e avançado de plantas nas Unidades de Conservação da Amazônia – Flávio Obermuller – New York Botanical Garden

9:30 – 11:30 – SIMPÓSIO 20: Citofilogenia: integração de dados citogenéticos e de citometria à filogenia molecular 

COORDENADOR: Marcelo dos Santos Guerra Filho – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Novas abordagens na citotaxonomia – Luiz Gustavo de Souza – Universidade Federal de Pernambuco
  • Poliploidia e duplicação genômica nas Leguminosas brasileiras – Fernando Roa Ovalle – Universidade Federal de Goiás
  • Citometria em citotaxonomia: simples, rápido e eficiente – Ana Paula de Moraes – Universidade Federal do ABC
  • Impacto de mudanças na morfologia cromossômica na diferenciação de grupos taxonômicos – Marcelo dos Santos Guerra Filho – Universidade Federal de Pernambuco

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 21: Samambaias e licófitas (Parte 1)

COORDENADOR: Augusto César Pessôa Santiago – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Schizaeaceae no Brasil: taxonomia e distribuição geográfica – Augusto César Pessôa Santiago – Universidade Federal de Pernambuco
  • Vinculaciones biogeográficas de la flora de licofitas y helechos del Cono Sur de Sudamerica – Marcelo Daniel Arana – Universidad Nacional de Río Cuarto
  • Filogenia, tempos de divergência e biogeografia histórica de Thelypteridaceae – Alexandre Salino – Universidade Federal de Minas Gerais
  • Novidades no campo das interações com herbívoros e estratégias de defesas das samambaias – Rafael de Paiva Farias – Universidade Federal de Pernambuco

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 22: Avanços no reconhecimento da diversidade críptica e de grupos de fungos pouco representados (Parte 1)

COORDENADOR: Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – Universidade Federal de Santa Catarina

LOCAL: Sala Umbu

PALESTRAS: 

  • Using amplicon and shotgun metagenomics to uncover cryptic fungal diversity in distinct substrates – Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – Universidade Federal de Santa Catarina & Diogo Henrique Costa de Rezende – Universidade Federal de Minas Gerais
  • Micobioma associado a espécies vegetais de florestas de altitude – Diogo Henrique Costa de Rezende – Universidade Federal de Minas Gerais
  • Matas Nebulares: diversidade críptica de fungos de um ecossistema ameaçado e pouco estudado – Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – Universidade Federal de Santa Catarina

9:30 – 11:30 – PALESTRA 11: A flora do Cerrado

PALESTRANTE: Vinícius Castro Souza – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Jatiúca

9:30 – 11:30 – PALESTRA 12: Um anatomista no país das plantas estressadas

PALESTRANTE: João Paulo R. Marques – Universidade de São Paulo

LOCAL: Sala Ipioca

11:30 – 13:00h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

14:00 – 15:30h – PALESTRA MAGISTRAL 3: Manguezais: espécies arbóreas que funcionam em ambientes contrastantes

PALESTRANTE: Ernesto Medina – Instituto Venezolano de Investigaciones Cientificas

LOCAL: Sala Jatiúca

14:00 – 18:00h – EXPOSIÇÃO: Memórias da Botânica Brasileira e Sociedade Botânica do Brasil, 70 anos

COORDENADORAS: Leonor Costa Maia – Universidade Federal de Pernambuco e Ariane Luna Peixoto – Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Sala Tamarindo

15:30 – 18:00h – APRESENTAÇÕES ORAIS

LOCAL: Sala Mangaba

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 23: O Programa Monitoramento da Biodiversidade nas Unidades de Conservação brasileiras: construindo bases sólidas para conservação (Parte 2)

COORDENADORA: Rafaela Campostrini Forzza – Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

PALESTRAS: 

  • Documentando a diversidade vegetal na Amazônia: como formar e equipar setores locais para um desafio fundamental? – Douglas Daly – New York Botanical Garden
  • Catálogo de Plantas das UCs do Brasil: uma nova ferramenta para gestão, conservação e acesso à informação – Rafaela Campostrini Forzza – Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro
  • Conservação, castanheiras e comunidades: a visão de um extrativista como monitor da biodiversidade na RESEX Cazumbá-Iracema, AC – Francisco de Souza Carvalho – Instituto Chico Mendes; Ilnaiara Sousa – Instituto Chico Mendes

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 24: Dormência física em sementes de Fabaceae: avanços no conhecimento sobre estruturas especializadas para a absorção de água

COORDENADOR: Alexandre Souza de Paula – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Dormência física em sementes e diferentes estruturas especializadas para a absorção de água após a quebra da dormência Alexandre Souza de Paula – Universidade Federal de Pernambuco
  • Estruturas das sementes na absorção de água em sementes de Mimosa bimucronata – Graziela Elizabeth Geisler – Universidade Federal de Santa Catarina
  • Dormência física em Caesalpinioideae: desvendando o complexo mecanismo de atuação das estruturas da semente na absorção de água – Ailton Gonçalves Rodrigues Junior – Universidade Federal de Uberlândia

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 25: Samambaias e licófitas (Parte 2)

COORDENADOR: Augusto César Pessôa Santiago – Universidade Federal de Pernambuco

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • Hymenophyllum (Hymenophyllaceae) na Mata Atlântica: riqueza, biogeografia e relações filogenéticas – Felipe Gonzatti – Universidade de Caxias do Sul
  • Filogenia global e biogeografia de Hypolepis (Dennstaedtiaceae) – Pedro Bond Schwatsburd – Universidade Federal de Viçosa
  • Filogenia das espécies neotropicais de Pteris (Pteridaceae), com ênfase nas espécies brasileiras – Regina Yoshie Hirai – Instituto de Botânica
  • Samambaias sob gradiente altitudinal no sul do Brasil – Michelle Helena Nervo – Fundação Universidade de Passo Fundo
  • Cloroplasto genomas de espécies-chave lançam luz sobre a evolução do gênero Isoetes – Jovani Bernardino de Souza Pereira – Instituto Tecnológico Vale 

15:30 – 17:30h – SIMPÓSIO 26: Avanços no reconhecimento da diversidade críptica e de grupos de fungos pouco representados (Parte 2)

COORDENADOR: Elisandro Ricardo Drechsler dos Santos – Universidade Federal de Santa Catarina.

LOCAL: Sala Umbu

PALESTRAS:

  • Caatinga como um grande reservatório da diversidade de fungos endofíticos no Brasil – Rafael José Vilela de Oliveira – Universidade Federal de Pernambuco
  • Ascomicetos assexuais decompositores na Amazônia brasileira – Flávia Rodrigues Barbosa – Universidade Federal de Mato Grosso
  • Conhecendo os fungos do Brasil pelo INCT-Herbário Virtual – Leonor Costa Maia – Universidade Federal de Pernambuco

15:30 – 17:30h – PALESTRA 13: A Sessão de Nomenclatura em Shenzhen (China) e as principais modificações no Código Internacional de Nomenclatura para Algas, Fungos e Plantas

PALESTRANTE: Jefferson Prado – Instituto de Botânica

LOCAL: Sala Ipioca 

15:30 – 17:30h – PALESTRA 14: Comunidades vegetais de áreas de degelo da Antártica e as facilidades para construção de modelos para a avaliação de mudanças globais

PALESTRANTE: Antônio Batista Pereira – Fundação Universidade Federal do Pampa

LOCAL: Sala Jatiúca

15:30 – 17:30h – PALESTRA 15: Microalgas como indicadoras da qualidade da água 

PALESTRANTE: Carlos Eduardo de Mattos Bicudo – Instituto de Botânica

LOCAL: Sala Siriguela

15:30 – 17:30h – PALESTRA 16: Fixar e manter ou manter e conservar? Revisão dos principais métodos utilizados para a montagem das coleções botânicas

PALESTRANTE: Jovita Cislinski Yesilyurt – The Natural History Museum

LOCAL: Sala Pitanga

17:30 – 18:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

8:00 – 9:30h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

9:30 – 12:00h – EXPOSIÇÃO: Memórias da Botânica Brasileira e Sociedade Botânica do Brasil, 70 anos

COORDENADORAS: Leonor Costa Maia – Universidade Federal de Pernambuco e Ariane Luna Peixoto – Instituto de Pesquisas Jardim Botânico do Rio de Janeiro

LOCAL: Sala Tamarindo

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 27: Produtos naturais e a descoberta de fármacos: origem, isolamento e atividades biológicas

COORDENADORA: Magna Suzana Alexandre Moreira – Universidade Federal de Alagoas

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 1

  • Contribuição dos produtos naturais e da química medicinal para a descoberta de fármacos leishmanicidas – Magna Suzana Alexandre Moreira – Universidade Federal de Alagoas
  • Descoberta de novos fármacos a partir de plantas: passado e futuro – Maria das Graças Ribeiro Campos – Universidade de Coimbra
  • Intervenções técnicas e científicas para o aumento da produtividade apícola e meliponícola: sustentabilidade econômica, social e ecológica – Eva Monica Sarmento – Universidade Federal do Vale do São Francisco
  • Análises química, biológica potencial de utilização de produtos apícolas e meliponícolas do Nordeste brasileiro – Tânia Maria Sarmento Silva – Universidade Federal Rural de Pernambuco

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 28: Flora angiospérmica do Nordeste setentrional: status atual e perspectivas

COORDENADOR: Jesus Rodrigues Lemos – Fundação Universidade Federal do Piauí

LOCAL: Auditório Virgínio Loureiro 2

PALESTRAS: 

  • Composição e relações fitogeográficas da flora do Piauí -panorama atual – Jesus Rodrigues Lemos – Fundação Universidade Federal do Piauí
  • Flora do Ceará: avanços e perspectivas – Maria Iracema Bezerra Loiola – Universidade Federal do Ceará
  • Avanços no conhecimento florístico e biogeográfico na porção norte da Caatinga: o caso do RN – Leonardo de Melo Versieux – Universidade Federal do Rio Grande do Norte
  • Flora da Paraíba: síntese do conhecimento – Maria Regina de Vasconcellos Barbosa – Universidade Federal da Paraíba

9:30 – 11:30h – SIMPÓSIO 29: Ensino de botânica e suas ações formativas para a pesquisa, ensino e extensão

COORDENADORA: Guadalupe Edilma Licona de Macedo – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

LOCAL: Sala Ponta Verde

PALESTRAS: 

  • A formação do professor para o Ensino de Botânica e sua relação conteúdo e prática de ensino – João Rodrigo Santos da Silva – Universidade Federal do ABC
  • O ensino por investigação no Ensino de Botânica: tecendo, destecendo e entretecendo saberes – Graciene P. do N. Silva – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Desconstruindo a Botânica no ensino superior – um relato de experiências – Cláudia Elena Carneiro – Universidade Estadual de Feira de Santana
  • O Ensino de Botânica e a formação do licenciado em Ciências Biológicas com deficiência visual – Guadalupe Edilma Licona de Macedo – Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

9:30 – 11:30h – PALESTRA 17: Enantiostilia e suas flores com imagens especulares

PALESTRANTE: Natan Messias de Almeida – Universidade Estadual de Alagoas

LOCAL: Sala Jatiúca

9:30 – 11:30h – PALESTRA 18: Desmistificando o SISGEN e a Lei de Acesso aos Recursos da Biodiversidade

PALESTRANTE: André Luís de Gasper – Universidade Regional de Blumenau

LOCAL: Sala Ipioca

11:30 – 12:45h – APRESENTAÇÃO DE E-PÔSTERES

LOCAL: Foyer do Centro Cultural e de Exposições Ruth Cardoso

14:00 – 15:30h – PALESTRA MAGISTRAL 4: Diversidade estrutural de frutos e plântulas: reflexões conceituais e implicações taxonômicas

PALESTRANTE: Luiz Antônio de Souza – Universidade Estadual de Maringá

LOCAL: Sala Jatiúca

15:30 – 17:30h – CERIMÔNIA DE ENCERRAMENTO